Galeria de Fotos

GALERIA DE FOTOS

25 anos IW Bion

Palavras da Presidente Magda Barbiere Walz em Comemoração aos 25 anos do IW Bion

Queridos Amigos e queridos Colegas!

É muito bom tê-los juntos para festejarmos a história do nosso Instituto.

Precisamos de relacionamentos para construir sonhos…sem sonhos não temos como dar conta da experiencia vital. A história do I.W. Bion começa assim, a partir de um encontro de amigos PSI, seus sonhos e a herança de um ambulatório clínico com grande demanda de pacientes.

Éramos jovens e irreverentes, nos lançamos a realizar o sonho comum de termos nossa própria instituição. Experimentamos e aprendemos muito por nós mesmos.

O primeiro passo era fortalecer a herança recebida e para isto era preciso organizar encontros de estudos e supervisão. Precisávamos construir um patrimônio teórico, social e afetivo.

Nomeamos a clínica de Instituto Wilfed Bion homenageando assim o psicanalista que em nossa própria formação ainda permanecia “fora dos muros”.

Admirávamos W. Bion. Ele nos propôs novos pensamentos e ao mesmo tempo causava uma grande turbulência nos conhecimentos já adquiridos. Começamos a estudar com o David Zimmermann.

Criou-se a primeira turma de Formação em Psicoterapia Psicanalítica. A conferência inaugural foi em maio de 1993, a qual nomeados de “Winnicott e Bion: Um encontro possível?” Os conferencistas eram David Zimmermann e Julio de Mello Filho.

No ano seguinte preparamos uma jornada intitulada de “Ferenczi: Um analista Atual?

Éramos mesmo um grupo de jovens aprendizes irreverentes e criativos, com sede de saber mais e conhecer a Psicanálise que guardava os segredos e mistérios que não conhecemos na casa dos pais.

A 3ª Jornada foi sobre Bion. Reunimos vários psicanalistas estudiosos desta teoria e tivemos a presença do Dr. Arnaldo Chuster.

A partir desse encontro que dura 23 anos, nossa instituição solidificou sua identidade e a clínica como a escola receberam um só nome: Instituto Wilfred Bion

Estudamos vários autores, nos identificamos com a psicanálise como um todo, mas o aprendizado da Obra de Bion ampliou nossas mentes e nos ensina a importância de não nos fecharmos em conceitos saturados, inclusive em sua própria teoria. Ou seja, o Inconsciente é um universo em expansão!

Formaram-se muitos grupos de estudo, e supervisão com nosso querido Arnaldo Chuster que com sua visão peculiar a respeito da obra de Bion e reflexões audaciosas a cerca da psicanálise, reuniu colegas de muitas instituições.
E destes encontros produziram-se sete livros.

O que é fazer 25 anos para uma instituição?

O mais verdadeiro seria dizer: Não sabemos, ou sabemos muito pouco.
É certo que adquirimos memórias e experiencias ao longo desses 25 anos, mas o futuro ainda precisa ser imaginado, que a memória não nos sature para que possamos expandir.

Nesse percurso, alguns colegas fundadores trilharam seus próprios caminhos, mas cada um deles deixou sua marca afetiva e intelectual junto a muitos de nossos alunos. Quanto ao futuro, a nova geração já está assumindo tarefas e desejamos a eles uma profunda capacidade imaginativa para criar novas histórias e que a liberdade de pensamento, que é o cerne da psicanalise, seja o desfio a ser alcançado.

Gostaria de deixar como mensagem, a todos nós, uma carta que Bion escreveu, em 1964, aos seus filhos :

“A única coisa que deveria nos interessar, e que sempre me interessou, é que possamos ter um conhecimento de nós mesmos e dos outros, que nos torne capazes de tirar o máximo proveito daquilo que a vida nos reserva. Eu sempre me dei conta que para conseguir isto é preciso experimentar e aprender por si mesmo. Sei que a vida pode ser muito dura e sufocar o crescimento; tudo o que desejo é que isto não ocorra de modo desnecessário. Muito da felicidade presente é fruto de uma labuta passada, do mesmo modo que a felicidade futura pode estar na dependência da labuta do presente. Não há virtude na labuta, mas se vocês encararem com equanimidade, caso seja necessário, ela passa a ser um esteio incalculável, que nenhum montante de habilidade ou sorte, pode substituir.

A imaginação é de grande valia, sem ela vocês não pode vislumbrar seu caminho, mas ela não deve transformar-se num substituto para a vida real. Podemos ficar tão estropiados com a mera rotina de cavar o pão de cada dia, e com a dor da competição pelas necessidades singelas da vida, que torna-se impossível a alguém encontrar o próprio talento. É igualmente verdadeiro que podemos ser sufocados por excesso de facilidades. Não vejo como poderia me contrariar por qualquer escolha que vocês façam, a não ser um caso: se for uma escolha que os leve a retraírem-se em imaginar uma vida boa no lugar de encontrar seu próprio caminho até ela… Se a imaginação os ajudar a encontrá-los, muito que bem; mas, é uma maldição, se uma crença em alguma vida “extraordinária”, colocar uma barreira entre aquilo e vocês. Vocês podem acreditar, eu odiaria mais do que me fosse possível expressar, se sentisse que algo dito ou feito por mim os induzissem a um “bom resultado” que se interpusesse entre vocês e estas simples grandes coisas… Eu não desejo nada para vocês, a não ser que vocês encontrem a si mesmo e às suas próprias vidas.”

Gostaria, em nome da diretoria do IWBION, agradecer a todos que de uma forma ou outra fazem parte dessa história e desejar que continuem conosco cada um do seu jeito.